01 fevereiro 2016

O problema não é transbordar é: e se eu morrer afogado?

-Fotografia tirada por mim.- 




E se eu pular? Mas eu não sei nadar...
E se eu for embora e nunca mais voltar? E se eu ficar? E se...

Que me atire a primeira flor, quem nunca viveu com vários " e se? ".
E o peso de carregar isso tudo sozinha? Quem nunca desistiu de fazer algo pelo medo das consequências? Pelo medo de acabar só no final?

Não. Sair por aí espalhando sorrisos sempre, não vai te tornar alguém feliz. As vezes precisamos daqueles dias de "luto" onde só o que precisamos é de um pijama, um chocolate quente, -talvez-, e nossa cama.

A verdade é que todos temos medo desses "e se?" da vida. Deixamos de ir a lugares, conhecer pessoas, beijar aquela pessoa que você é afim a tempo porque as lembranças podem se tornar arrependimentos.

E quer saber?

Vai! Corre! Põe teu melhor sorriso, teu batom favorito e sai espalhando luz. Ria de coisas bobas. Vai! Beija aquela pessoa especial como se fosse a última vez. Olha nos olhos e sussurra um " eu te amo" como se fosse o último. Dê amor como nunca antes.  Assista o programa favorito dele como se você também gostasse muito. Olhe nos olhos como se fosse a última vez. Quando ele te oferecer a mão, a segure firme como se nunca fosse solta-la.

Sabe por quê?

Porque o problema nunca foi o transbordar. Sempre foi e será o morrer afogado e olha, quem te garante que lá no fundo não vai ter alguém pra te salvar?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi!♥
Comente sempre! Seja um membro ativo!
Amo responder comentários!