15 outubro 2015

A paz e você

    


Estou olhando o teto do meu quarto enquanto imagino como seria se cê estivesse aqui. Me reviro enquanto me pergunto se você também deve pensar em nós.
Nunca fui do tipo que escreve o que tá sentindo no momento. Quero dizer, é muito mais fácil escrever sobre meia duzia de corações partidos por aí...  Digamos que eu amo "narrar" as histórias alheias e falar de nós é bem mais difícil.

    Sempre gostei de ter o controle da situação. Você veio e bagunçou isso tudo. Enquanto conversava com uma amiga sobre relacionamentos e amor, ouvi dela um " procuro alguém que me complete."
Parei uns segundos tentando entender a lógica naquilo. Quero dizer, você só será feliz se tiver alguém?

   A felicidade em que acredito, vive na gente. Conhecer alguém incrível -ou reconhecer, né moço?- em uma destas caminhadas da vida, nos mostra o quão legal é transbordar. Isso. Transbordar.
    Escreve o que tô dizendo: o amor é imprevisível. Quebrar a cara as vezes não vai te matar. Respira fundo e continua. Ei. Não olhe pra trás! Se ficou lá, tenha a certeza que realmente deveria ter ficado.
    O que torna o amor tão único é não sabermos o que o outro sente e muito menos, o que vai acontecer depois de amanhã.
   
    É infinitamente mais simples escrever sobre um amor que machuca. Talvez, algumas destas pessoas que escrevem sobre sentimentos, tem medo de sentir. - e eu era uma delas-. Escrever sobre nós é quase sempre, deixar a folha em branco. Não precisar definir nada. O que mais gosto em nós é essa tranquilidade, escrever num lugar novo as vezes, é estranho. As pessoas dizem que somos iguais e por isso a gente dá certo. A verdade é que você faz o melhor de mim vir a tona. Obrigado por ter cruzado meu caminho naquela festa sem graça. Por todos os risos, olhares e beijos. Obrigado por todos os abraços que tiram qualquer problema, dos ombros.

De todas as pessoas que conheci, cê foi aquela, sabe? Aquela que a gente sabe que vai abrir a porta e fazer a diferença. Quero mais é que fique. Que conquiste um espaço cada vez maior, na minha casa, mente e coração.


   Sendo assim, respira fundo e vem. Segura minha mão e não solta. Te prometo aventuras por essas ruas tortas dos caminhos à frente .


4 comentários:

  1. Lindo texto! Já estou seguindo o blog, beijos linda!
    http://www.blogmeninaousada.com/

    ResponderExcluir
  2. Caramba, você foi profunda. Colocou sentimentos no texto, escreveu com o coração.
    Se der visita o meu blog e se possível segue também.
    http://animeseriesforall.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Oi!♥
Comente sempre! Seja um membro ativo!
Amo responder comentários!