29 setembro 2015

Tudo que eu já quis lhe contar.





   Este talvez seja mais um texto qualquer. Ou também, talvez não.
Aprendi desde muito nova a guardar trancado a sete chaves, o que sinto. E se quer saber, eu sinto. E muito.
Ler sua mensagem numa rede social qualquer onde tinha escrito "você será sempre a minha criança..." me fez parar pra pensar. Quando fui sua criança? Em que momento você esteve ali pra segurar minha mão quando eu insistia em cair?

  Lembro-me de cair, quando bem pequenininha e desejar do fundo da alma, que você estivesse ali pra me levantar! E surpresa: VOCÊ NUNCA ESTEVE!

Acha que foi fácil fingir ser uma garotinha sem sentimentos para não ver a mamãe triste? Você não faz ideia do quanto isso tudo doeu, cara!

Quando um babaca quebrou meu coração pela primeira vez você não estava lá pra me colocar no colo e dizer:

- Ei princesinha, vai ficar tudo bem. Os garotos são realmente bobos.

É... Cara, você nunca esteve lá... Se quer saber, ainda dói lembrar como descobri o tipo de homem que você era. Ainda dói lembrar de TODOS os dias dos pais que eu não apresentei teatrinho nenhum porque, você nunca esteve lá.


Não adianta dizer que sente falta da tua "garotinha" porque, meu querido, eu nunca fui tua. Ainda me dói. E você não faz ideia do quanto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi!♥
Comente sempre! Seja um membro ativo!
Amo responder comentários!