27 julho 2015

Tá na hora de acordar, garota.


Acabou. Fim. Se tornou finito. Vai fazer o que agora?

Comprar um potão de sorvete, bata frita e coca-cola -sinceramente- me parecem uma boa opção. -Mas não vale a pena-. Vai ligar pra ele dizendo que o ama, que não vive sem ele e que quer voltar? Não. Você não vai não.
Não achas que já chorou demais não? Enxuga essas lágrimas. Sinceridade dói, mas algumas vezes na vida da gente, tem que serem ditas...

Ele não ama mais você. -E talvez, sequer amou-. Talvez, a sua companhia nas tardes frias de domingo era o que ele gostava. Ou quando você parecia querer proteger ele do mundo. Ele gostava do que você podia lhe proporcionar e você no fundo, mas bem no fundo mesmo, sabia disso. 
Ou talvez ele te amou. Porque o amor também pode não durar muito, entende? 
Num dia cê resolve criar assas e testar o voo. Resolve procurar outros jardins. A mesmice nem sempre é uma boa companheira.

Mas olha só, relaxa. Cê nunca vai achar tão fácil se equilibrar num salto quinze ou usar um novo tom de batom vermelho como cê esta achando agora. Você vai aprender com o tempo, que amor próprio faz um bem danado. Que "estalquear" o carinha não valerá de nada e principalmente: O quão gostosa é a sensação de bloquear ele.

Num dia qualquer cê vai notar que já não pensa nele com frequência e que talvez, você passe até dias sem lembrar. Isso se chama esquecimento. Algumas coisas devem ser esquecidas. 
Seguir em frente é essencial. Deixar o passado no passado, -principalmente-.

2 comentários:

  1. Coisa gostosa ler o que você escreve, parece que estamos passando pela situação escrita <3
    Amor é algo que não dura para sempre em alguns casos, e o que resta é seguir em frente, com o tempo tudo deve ficar mais fácil. :)

    Blog: Like The Moon
    FanPage do blog

    ResponderExcluir

Oi!♥
Comente sempre! Seja um membro ativo!
Amo responder comentários!