25 abril 2015

Quando decidimos ir embora

Insta: byohana_


Leia ouvindo "Memórias, Banda malta"


Não foi a primeira vez que me decepcionei com alguém. - E muito menos a última-. Mas eu esperava mais. Sabe?
Sei que pode me achar a mais idiota do mundo ou pode rir do quanto "aquela idiota escrevia cartas", pra você. É que... Sei lá! sabe?
Não sei no que esse texto vai dar, ou no que vou falar mas... Eu só quero desabafar e espero que você me entenda. -mesmo sabendo que não irá ler...-

Tudo tem um começo e um fim. E eu bem sei disso. Tanta gente já partiu da minha vida e, porque diabos não aprendo?
Ainda doía quando resolvi escrever-lhe isto. E não, não dói pra caralho como antes, mas é uma dorzinha sabe? Daquelas bem pequenininhas -e quase que, insuportáveis-.

Eu adorava aquela sensação gostosa de te ver. Aliás. Lembra da primeira vez que te vi?
Eu ainda me lembro...
A gente parecia tão completo. Mesmo com todos os nossos defeitos.
Eu queria -e fiz. Ou acho que fiz-, o que eu pude pra te fazer sorrir.

Há garoto.... Eu me senti tão menos sozinha quando te vi aquele dia. Talvez aquele tempo chuvoso e de trovoada quisesse me-ou nos- dizer algo mas eu fiz daquele dia, um lindo dia de sol. Eu e essa minha mania INSUPORTÁVEL de não enxergar as coisas como elas são.

Eu gostava do teu sorriso. Gostava de te decifrar. Do teu cheiro e do teu "fica mais cinco minutinhos amor" -quando eu fui te dar um beijinho de boa noite, aqui em casa-.
Gostava até da tua capacidade de  tentar me decifrar -me olhando-.
Você me fazia sentir viva. Me fazia querer viver.

A verdade é que, garoto, eu nunca soube dizer adeus. Eu não queria ter lhe dito adeus. Eu me recusava deixar você partir.
Por que as pessoas não podem ficar pra sempre?!? Eu deixaria você ficar. Eu juro! Eu deixaria...

Lembra como tudo começou?
Você foi chegando. Conquistando. Devagar. Eu não te queria, com toda a FORÇA do mundo.
 Fiz o possível pra fazer você se apaixonar por ela -que você sabe bem quem é-.

É que... Eu não estava preparada pra me apaixonar por você. -e por ninguém-. Eu não confiava nas pessoas. Eu não queria admitir pra mim mesma que eu estava apaixonada por você. Não vê? Eu só queria te levar na brincadeira. Nós nos levávamos na brincadeira.

Foram inúmeras madrugadas, dias e noites conversando pelo Facebook. Eu podia estar cansada como fosse, você era a minha fonte de energia.


Não posso dizer que não fui feliz ao teu lado porque eu fui. E muito. Talvez os poucos momentos ao seu lado tenham sido os melhores da minha vida. Mas acabaram. Deram lugar às brigas. Tentei transformar a gente em reticências. E as reticências em novas histórias. Mas não deu.

Me lembro até hoje daquela noite gelada quando decidimos seguir caminhos opostos...
Eu vou te contar uma coisa que você não sabe:
Eu chorei. Mesmo te JURANDO que não. Que eu estava bem.
Eu não queria ter partido. Mas como estava, só iria piorar. Eu poderia ter pedido -ou implorado- pra você ficar, mas não o fiz. Eu estava irredutível.

Talvez porque mesmo não tendo sido fácil, foi o melhor a ser feito.


9 comentários:

  1. Cara chorei na boa, vc escreveu tudo que ta passando na minha mente por esses dias :/
    As vezes a melhor coisa é deixar partir por mais que doa, pra ter boas lembranças do que ia adiando e depois só resta magoa .. Eu simplesmente amei teu post
    Infelizmente ninguém fica pra sempre ..
    Doi claro que doi mais isso deixa a gente forte
    http://eesmaltecia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato! Não vale a pena sofrer por alguém que tá pouco se lixando. Beijo!

      Excluir
  2. Texto-Vivo, com fundo musical 100%: "E quando eu me perco em suas memórias/
    Vejo um espelho contando histórias..."

    Já tá na hora, moça, de começar a escrever crônicas, contos, um romance ou situações para o teatro. Quem sabe poemas... Avance! O mundo literário está à sua espera! Parabéns e Pé na Tábua!!!!

    ResponderExcluir
  3. Primeiro: Música Memorias (Essa música fode com meu psicológico)
    Segundo: Estou com um nó na garganta
    Terceiro: "É que... Eu não estava preparada pra me apaixonar por você. -e por ninguém-. Eu não confiava nas pessoas. Eu não queria admitir pra mim mesma que eu estava apaixonada por você. Não vê? Eu só queria te levar na brincadeira. Nós nos levávamos na brincadeira." você descreveu completamente a minha situação
    Quarto e último: Como você faz isso?

    E mais uma vez, estou mais que apaixonada por seus textos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1:Essa música fode com qualquer psicológico kkkkkk
      2: Eu também fico lendo.
      3: Realidade...
      4: Nem eu sei! kkkk
      Obrigada amor! <3

      Excluir
  4. Ameei, anw blog divo! Me conquistou virei leitora.
    >> http://meninadocoelhoblog.blogspot.com.br/ <<

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadaaaaaaaaaaaaaaa! Bem vinda!

      Excluir

Oi!♥
Comente sempre! Seja um membro ativo!
Amo responder comentários!