06 fevereiro 2015

Não querer você...




Ei, seu tonto.
Será que você não pode parar de me olhar com esses teus olhos misteriosos?
Deixa ao menos eu ter um pouco de raiva de você?
Não. Não me faça sorrir. Não me abrace quando eu estiver calada -ou seria-.
Não olhe em meus olhos e diga " Eu amo você." Porque cara, isso me corrói sabia?
Eu escrevo em pensamento e ensaio noites seguidas todo o meu -perfeito- discurso de motivos para te detestar e aí, quando estamos frente a frente, o texto some. A voz se cala. O pensamento desaparece. E -a gente-, parece se amar. Bem mais do que antes.
Parece que cê é de alguma forma o meu imã e isso realmente, não é bom. Eu queria não querer você.
E eu gostaria de entender, por que a gente ainda se procura?
Por que que depois de tudo, você ainda me passa essa segurança toda? Eu gostaria de saber...
Você precisou de mim, e eu estava ali. Sempre.
Eu precisei de você e você nunca esteve aqui.
Eu senti tua falta todos os dias e provavelmente não significou nada pra você.
 Eu chorei. Por muito tempo sabia? E não quero dizer que deixei de chorar porque as vezes, durante a noite ou madrugada eu me sinto sozinha e as lágrimas, elas insistem em querer cair.

2 comentários:

  1. Ai eu não consigo me adpitar com os batons líquidos ;(
    mais em vc ficou lindo
    bjus

    www.sheilagimenez.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Isso é bem verdade Tá :/ e eu estou sem saber o que dizer. Seu texto me fez pensar bastante sabe? Pelo que me parece essas coisas, esse tipo de sentimento tá tão comum hoje em dia. E engraçado que a gente diz que vai ser diferente, que vamos ser fortes mas, quando deparamos com "o olhar" esse que te deixa pequenininha, esquece tudo que havia planejado e se apaixona novamente, (in)felizmente. ♥ Bjs minha escritora favorita

    www.pumpcolor.com.br

    ResponderExcluir

Oi!♥
Comente sempre! Seja um membro ativo!
Amo responder comentários!