04 janeiro 2015

O que sobrou.


  


Dói? Ainda dói. Não sou hipócrita pra dizer que não dói mais.
 E não. Eu não sinto mais meu corpo todo doer. Eu não me sinto mais feia. Eu não sinto mais todas aquelas sensações -pós- fim de relacionamento.
Eu não tenho mais aquela vontade de bisbilhotar suas redes sociais-não que eu tenha deixado de fazer, mas agora é uma vez em nunca-.
Acho que aquela velha frase " De tanto se ausentar, deixou de fazer falta" tem algumas verdades.
Engraçado.
No primeiro dia a dor era -quase- insuportável. As lágrimas já não conseguiam parar de rolar. Meu corpo todo doía. Minha vida doía.
Com o tempo eu fui conseguindo me desapegar daquilo que já não me pertencia.
O foda é que uma vez ou outra, enquanto fotografo paisagens que já fizeram parte da nossa historia, eu sinto seu perfume. Escuto seu risso.
Eu entendi que não dá pra colocar alguém que vive muito bem sem a gente, como "ponto" importante na nossa vida. Tem que rever os lugares. Inverter as nossas prioridades,
Deve ter muita gente legal pra conhecer, esperando só uma chance.
Sei lá, sabe? Eu me sinto anestesiada contra sentimentos. Aos poucos eu não sinto mais nada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Oi!♥
Comente sempre! Seja um membro ativo!
Amo responder comentários!