07 janeiro 2015

Muito obrigado, dear.

 

Ainda doía quando escrevi isso. Já reparou que coração partido faz isso? Rende textos, lágrimas e mais lágrimas durante a noite?
Quem diria que um dia os papeis fossem se inverter. Se quer saber, vou te dizer, a metade de tudo que você quer saber. 
Continuo com esse sorriso bobo, quando coisas boas acontecem.
 O tempo passou e eu aos poucos, me reconstruí. Mais forte do que nunca fui. 
Eu já não me apaixono por um sorriso bobo e olha, agradeço por você ter feito isso com o que a gente foi. Acha que pirei? Então senta e escuta -ou lê- e vê se não chora:
Você com certeza acha que te odeio, mas olha, vou ser sincera. Já te odiei. E MUITO mas hoje? Vejo que você me fez um bem  danado -em ter desistido de nós-.
Você pode não notar, mas eu, estou tão mais feliz hoje sem você.
Achei que cê era super bonder, quando, no fundo, não passava de cola fajuta. 
Mas olha só: cê me rendeu meia dúzia de textos, compartilhamentos no Facebook, seguidores no blog, elogios até da minha mãe.
Eu quero te agradecer, sim! Agradecer! Por ter me ensinado da maneira mais dolorosa, o quanto as minhas lágrimas e sorrisos dependem SOMENTE de mim. O quanto meu sorriso é importante e o quanto eu sou mais linda, com esse meu jeito de ser. Obrigado, por ter ido embora e me mostrado que, na vida, ninguém é pra sempre.
Por isso vá. Vai com Deus. Não olha pra trás porque, eu juro que se cê olhar, essa garotinha ridiculamente idiota que eu fui, já não existirá mais. 

4 comentários:

  1. Cara, eu acho que de nenhuma forma eu vou ser capaz de dizer pra ti o quanto estou impressionada, se esse texto foi realmente escrito por conta de algo que aconteceu com você, acho que a gente passou pela mesma coisa... Há um tempo atrás publiquei no meu blog um texto "Quando me apaixonei por um sorriso" e sabe, esse mesmo sorriso que me conquistou um dia, me fez chorar. E sabe, quando ~ele partiu~ eu sofri pra caramba, mas eu aprendi, e se ele não tivesse partido eu teria a mesma cabecinha, a mesma inocência, a mesma insegurança e o mesmo medo de ficar sozinha. Mas não, hoje eu não tenho mais medo de ficar sozinha, não tenho mais raiva pq ele partiu... ou que escolheu outra pessoa pra colocar no meu lugar. Na real, hoje do fundo do meu coração (sem falsos desejos) eu quero que ele seja muito feliz, pois antes de tudo isso acontecer, ele me fez muito feliz, só que acabou, e a minha vida ta aí, pronta pra que eu possa vivê-la da melhor maneira possível <3 Texto maravilhoso, parabéns!

    www.pumpcolor.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim nega, escrevi sobre o que aconteceu comigo! Acho que tenho esse dom de escrever e é isso que me salva muitas vezes.
      Muito obrigada por ter tirado um tempinho pra deixar um comentário tão importante pra mim. Sei como é! Hoje eu só desejo que ele seja feliz. Da forma que lhe for viável. Seremos felizes logo logo princesa. Beijo!

      Excluir
    2. Oxi, mais uma coisa em comum hahaha. Eu sou do tipo que falo de mais, leio de mais e escrevo de mais. Sou um pouco insegura e medrosa sabe? Então nunca falo nada, só escrevo, e como você disse a cima isso "me rendeu meia dúzia de textos"

      Excluir
    3. Verdade rs! Volte sempre viu?

      Excluir

Oi!♥
Comente sempre! Seja um membro ativo!
Amo responder comentários!