27 julho 2016

Músicas e Feminismo!



Durante muito tempo nós nos calávamos. Abaixávamos a cabeça e não batíamos de frente. O jogo virou e vai continuar virando! E isso é ótimo!

Que cada vez mais o feminismo cresce, isso é fato! Decidi compartilhar essas músicas( MARAVILHOOOOSAS!)  que tem MUITO a ver com o tema pra vocês conhecerem e se conhece, ouvir novamente haha  <3












Será que arrasam? E não é pouco! Haha <3

24 julho 2016

Resenha: Fio Restore Termic Selagem

Faz mmmmmuuuuuito tempo que não faço resenha pra vocês né? Finalmente voltei! haha


E a resenha de hoje é sobre esse creme da Fio Restore. Ele é indicado para cabelos lisos ou alisados porém resolvi testar e ver se servia no meu cabelo já que o meu estava no fim e não tinha ido comprar haha
Peguei ele da minha mãe. O cheirinho é bem leve e meio adocicado. Quando espalha a testura fica meio oleosa. Achei ele beeeem levinho e achei que nao fosse definir meu cabelo já que é bem mais crespo e só funciona com cremes pesados.


Me enganei PROFUNDAMENTE! Ele definiu suuuuuper meu cabelo! Tanto que, depois fiz todo o processo pra ganhar volume e gente não teve jeito! 
Nada funcionou pra dar volume! Como sou apaixonada por volume, quase fiquei louca! Haha

Pra quem gosta de muita definição, esse creme é perfeito! O cabelo não fica pesado, fica mega brilhoso como dá pra perceber na foto e com uma maciez incrível. Minhas pontinhas estavam meio ressecadas e percebi que melhorou o aspecto.

Com todos esses prós, só não o usaria novamente porque amo volume. Mas pra quem curte definição, ele realmente é muito bom.

09 julho 2016

T-U-D-O sobre o meu cabelo!

OOOOOOOOOOOOOOOI gente linda!!!!! Tudo bem com vocês?
No post de hoje eu resolvi contar TUUUUUDO sobre o meu cabelo! Quase que diariamente, recebo perguntas de todo Brasil -e até de fora! haha!- de qual tinta eu uso, como manter a cor, como eu cuido e tudo mais! Resolvi compartilhar isso com vocês e espero que gostem.


Minha transição:


 
-durante a transição-                                                         -antes da transição-

                                             -Se é pra pagar mico, que seja direito!- hahaha

Bom, alisava desde pequena e há vários posts sobre esse assunto aqui. Parei de alisar em junho de 2014, em dezembro dia 30, fiz o meu bc e hoje já tenho mais de um ano de cabelo natural.
"Como foi a transição?" A melhor definição é: dolorosa. Doeu muito! Eu tive que deixar um cabelo enorme que, durante muito muito tempo, fez parte da minha vida. Ele fazia "parte" de quem eu era e querendo ou não, quando deixamos algo assim pra trás, mudamos quem somos.



A cor:

  
-durante as loucuras-


Eu sempre quis ser vermelhinha. Mais especificamente, desde os 14 porém como alisava, eu não poderia jogar duas químicas e o resultado seria Talita careca. Cheguei a pintar de borgonha o que só dava reflexo vermelho no sol. 
Depois que cresci, passei pela transição e enfrentei meu medo de perder todo aquele cabelo, estava decidida a mudar. Eu queria porque queria ser ruiva e nada ia me impedir. Hahahah
 Comecei achando que meu cabelo já ficaria vermelho fogo na primeira tintura. #ingenua haha Gastei muitaaaas caixas de tinta de farmácia e não mudou tanto assim a cor. Só dava pra perceber mais no sol. Depois de muita tentativa que não deu certo, resolvi pesquisar tinta de salão e achei o tom que eu queria. Ai veio o dilema: Será que acho por aqui? - porque sabem né, esse lugar é o fim, do fim do mundo-. Por sorte, achei. haha <3
esse tom da segunda foto desbotou para esse aqui:

- Quanto amor por essa foto. <3 -

Comprei a minha tinta dos sonhos e finalmente pintei! O resultado foi esse aqui:

GEEEEENTE, olha essa cor! Esse brilho! Que coisa mais linda! Nessa foto estava dentro de casa ainda. <3

E quando ela desbotou, deu a louca e coloquei dois dedos que sobraram da tinta + 1 ox de 40 + pó descolorante iamá. A ideia era sim, a raiz ficar mais clara que o resto do cabelo. Achei que abriu MUUUUITO o tom e provavelmente na próxima pintura, o tom já fique mais vivo que da foto anterior. Ainda não retoquei e ainda tô xonada nesse tom laranjinha aí hahahah 


A tinta
A tinta que usei foi a Amend 0.6. Usei com duas Oxs de 40 porque meu cabelo é difícil de abrir o tom e ela é só amor. Não ressecou nadinha meu cabelo. ( e olha que cachos ressecam facilmente) meu cabelo no fim do processo ainda estava macio e com brilho lindo <3
Que nota daria a ela? 8.0. Achei que desbotou muito rápido. :/ Preciso comprar alguma mascara de H com cor.

Cuidados
 Eu hidrato o cabelo no verão, de três em três dias e agora no inverno, uma ou duas vezes na semana. 
Faço uma vez por mês umectação com azeite de oliva ou óleo de coco. #MeuCabeloAdora (tem post aqui sobre o que é umectação)
Em toda hidratação coloco uma colher de óleo de coco ou azeite de oliva e de vez em quando faço hidratações caseiras. Não sigo Noe low poo por motivos de: preguiça. Tenho preguiça de ler os rótulos pra ver o que é permitido e o que não é. Quando criar coragem, contarei tudo aqui!

Espero que tenha conseguido tirar todas as dúvidas e se tiver mais alguma, deixa ai nos comentários. <3


30 maio 2016

Volta logo, amor

    



Cê dá as costas e mesmo sabendo que eu vou te ver em breve, a saudade dói. A verdade é que ela dói uma hora antes só pra dar tempo de sentir tudo. E ela começa a machucar aos pouquinhos.
   E eu sofro de saudade. Uma saudade tão grande que eu nem sei d'onde vem.

Seu cheiro ainda está no meu corpo. Nas minhas roupas. Ainda vejo teus olhos serenos a me fitar.          Ainda consigo sentir tua respiração e ouvir teu coração. E quando fecho os olhos ainda consigo te ter aqui. É quase um consolo a falta que cê me faz. Não está aqui, mas é como se estivesse.

   Escrever sobre você é um vício. Me perdoe por te amar tanto. As vezes peço aos céus pra que não enjoe desse meu jeito. É que não nasci pra me doar pela metade. Eu sinto demais. E esse talvez seja um problema.

E perto de você eu sou sempre "demais". Sentimental demais. Carinhosa demais...
Falar dessa forma clichê só prova o que preciso dizer, eu nasci pra transbordar. E vou acabar me afogando nesse amor. Só espero que esteja lá no fundo pra me segurar.
   E então quando cê me abraça eu seguro o choro e finjo ser forte, porque sei que se eu começar a chorar, não vou parar mais.

19 maio 2016

A garota que você deixou para trás

-foto reprodução google-


Nunca quis acreditar que as pessoas mudam. - mas já quis muda-las por mim.- E assim provavelmente vai nascer mais um texto escrito num desses dias cinzas onde tudo não passa de uma bagunça. Parei pra observar como estamos sempre em busca da perfeição e esquecemos que, não somos perfeitos! E nem iremos ser.
Somos programados pra cair. Pra chorar. Pra magoar, mesmo que não seja a intenção. E olha só, tenho 18 anos nas costas e hoje eu não realizei um terço do que jurei que faria quando chegasse nessa idade.
Eu cresci e fui me afastando de quem eu era. Conversando com uma amiga, pensei em como eu me sentiria se encontrasse aquela menina de 13 anos atrás. E não consegui não chorar.
    -Provavelmente, destruí 3, 4 sonhos dela. Contei pra ela que papai noel nunca existiu e que, príncipes encantados também não. Que as pessoas vão fingir que nos amam porque no fundo todos querem alguma coisa. E ainda bem, poucas pessoas vão nos amar por puro amor mesmo. Que ela não se tornaria bailarina, princesa ou fada de um desses castelos que encontramos sem querer, na nossa imaginação. Que ela ia confiar em quase ninguém e que as pessoas que ela mais amava, iam decepciona-la. Que ela ia se apaixonar por um babaquinha que quebraria o coração dela em mil pedacinhos e que outro babaca ia aparecer e fazer o mesmo. Que ela ia passar uma imagem de forte. Segura. E que vai desejar nunca sair da cama. Que vai crescer e a cada ano carregar um peso nas costas cada vez maior. Que as crises de choro irão se tornar frequentes e que essa dor, por mais que tente, não passa. Que caralho, ela vai segurar o choro muitas vezes e isso vai doer mil vezes mais. Mas que vai acabar chorando até se uma coisa boba acontecer. Que o ponteiro de escape dela vai ser escrever e que ter 18 anos não é tão bom assim.-
    Cheguei a conclusão de que a garota que eu deixei pra trás, não ia desejar se tornar quem se tornou.